terça-feira, 19 de maio de 2009

Fórmula nova: 5 vermelhos causam perda de ponto

O Campeonato Carioca de juniores está chamando atenção. Mas não por algum jogador que esteja despontando e sim pela fórmula da competição. Quer um exemplo? Se um time recebe cinco cartões vermelhos perde 1 ponto no torneio. Regulamento para lá de estranho. Celso Martins, técnico do América, acredita que a organização da disputa esteja tentando coibir a violência, mas ressalta que deve haver critérios.

- Acho que essa regra dentro do regulamento pode ajudar a coibir a violência, mas desde que haja critério. Para isso é necessário que a regra esteja clara para os profissionais da arbitragem, a fim de que se estabeleça um critério. Não pode um árbitro ser muito rigoroso e o outro ser benevolente e deixar o jogo rolar. Por conta disso ficamos um pouco inseguros com esse ponto do regulamento - disse Martins.

- A última expulsão de um jogador nosso foi na partida contra o Nova Iguaçu. O atleta dividiu uma bola com o adversário de forma mais ríspida e o árbitro expulsou os dois. Na minha opinião, acho que a atitude foi um pouco exagerada e, por isso, fico um pouco receoso quanto a esse critério de pontuação - completou.

Paulo Meireles, diretor da FERJ, fala de onde surgiu a ideia de tal regulamento para a competição.

De onde partiu a idéia dos cartões?

Paulo Meireles - A nossa intenção é disciplinar os atletas das categorias de base, já que estávamos tendo uma grande quantidade de súmulas indo para o tribunal. Queremos com essa regra doutrinar os jovens, para que quando se tornem profissionais não sejam violentos, portanto essa regra é uma forma de punir.

Coíbe a violência dentro de campo?

Paulo Meireles - Sem dúvida. Essa medida faz com que o clube pague pela indisciplina de seus atletas. Com isso o clube paga e, de alguma maneira, tem que repreender seu jogador para que não perca mais pontos.

Qual a avaliação que você faz? Está dando certo ou não?
Paulo Meireles - Vem dando muito certo, a ponto de nenhum clube ter reclamado da regra. O Flamengo ficou fora do quadrangular do juvenil, porque perdeu um ponto em razão dos cartões, por exemplo.
Vingaria entre os profissionais?
Paulo Meireles - Não posso prever, pois envolve outras coisas, mas acredito que, em um primeiro momento não, já que nossa idéia é coibir a violência em campo. Para tanto, temos de começar nas categorias de base.

Por Leandro Amaral

Um comentário:

Felipe Vasconcellos disse...

Bela matéria, não estava sabendo disso. Regrinha curiosa esta hein? Duvido que isso pegaria entre os profissionais. O que ia ter de clube indo no Tribunal anular cartoões...