domingo, 16 de agosto de 2009

Justiça no futebol é bola na rede

O torcedor rubro-negro provavelmente deve estar bastante chateado (para não dizer algo mais chulo) com a derrota do Flamengo para o Grêmio, por 4 a 1, nesta tarde, no Olímpico. Não que perder para o Tricolor em seus domínios seja atípico, pelo contrário. O time gaúcho conquistou 26 dos 28 pontos que tem atuando ao lado de sua torcida. Mas o resultado e, principalmente, o placar poderiam ter sido mais favoráveis (ou menos trágicos). Isto porque o Rubro-Negro cansou de desperdiçar oportunidades, especialmente no primeiro tempo, tanto por falta de pontaria quanto pela excelente exibição do goleiro Victor, que fechou o gol. Porém, como já escrevi no título, existe um ditado no futebol muito apropriado para este momento: "Justiça é bola na rede". E a vitória gremista foi sim justa. Pior para os cariocas, que agora caem para a 10ª posição, com 27 pontos.

Os dois times entraram em campo com desfalques importantes. Pelo lado do Flamengo, Léo Moura, Juan, Kleberson, Toró e Petkovic; no Grêmio, Souza, Tcheco, Maxi López, Herrera e Fábio Santos. Mas o jogo foi muito movimentado. Os donos da casa começaram melhor, partindo para cima e abriram o placar com o colombiano Perea, aproveitando-se de falha da zaga rubro-negra. Aí o Flamengo cresceu e passou a dominar o jogo. Empatou com Everton, após belo passe de Adriano, e teve pelo menos três chances claríssimas de virar, mas parou nas mãos de Victor.

Na segunda etapa Paulo Autuori tirou o lateral Jadílson e pôs em seu lugar o jovem Bruno Colaço, tentando justamente parar o lado direito do ataque rubro-negro, que atacava com muita facilidade. Deu certo. O Grêmio melhorou, mas o Flamengo continuou ameaçando nos contra-ataques. Bruno e Victor alternaram belas defesas até que Réver pegou a bola no meio-campo e foi avançando sem ser incomodado. Na entrada da área ele chutou e o goleiro rubro-negro aceitou: 2 a 1. O Flamengo ainda teve ótima chance para empatar com Emerson, mas Victor novamente salvou. Na jogada seguinte Aírton derrubou Perea na área e o árbitro Paulo César de Oliveira marcou penalti, que Jonas bateu e fez 3 a 1. Com o time carioca perdido, Joílson invadiu a área e David, mais perdido ainda, cometeu nova penalidade. Jonas bateu e fez mais um, fechando o placar em 4 a 1.

No time do Flamengo, destaque para Everton, que deve ter feito um de seus melhores jogos com a camisa do clube, e Lenon, que mais uma vez foi bem na marcação. Já o zagueiro David, que vinha jogando bem, foi um desastre, sempre atrasado nas jogadas. No Grêmio, além de Victor, melhor da partida com sobras, Réver, Bruno Colaço e Adílson também se destacaram.

Bota o pé na forma Mengão!

PS: mais tarde publico as rapidinhas da rodada.

2 comentários:

Júnior Maurell disse...

E fica a pergunta para hj e para um debate mais elaborado ,amanhã, na nossa mesa redonda. No segundo tempo faltou técnico ao Fla? Já que o técnico gremista mudou a defesa e parou as alas rubro-negras. E ae amigos colaboradores e blogueiros, Andrade tinha como responder as mudanças de Autuori?

Felipe Vasconcellos disse...

Para mim faltou competência dos atacantes.