domingo, 7 de junho de 2009

ACABOU!!!

Depois da sétima corrida do ano, realizada em Istambul, na Turquia, continua tudo igual na Fórmula 1. Ferrari e McLaren se arrastando e Jenson Button vencendo as corridas. O inglês largou na segunda posição, atrás do alemão Sebastian Vettel. Mas assumiu ainda na primeira volta a liderança, depois de um vacilo do piloto da Red Bull. Foi a primeira vez desde 2005 (ano de estreia do circuito na F-1) que o poleposition não confirma a vitória. Button fez uma corrida sem sustos e chegou tranquilamente a sua sexta vitória na temporada. O australiano Marc Webber ficou em segundo. Vettel terminou na terceira posição. O melhor brasileiro foi Felipe Massa. Ele chegou no sexto lugar. Rubens Barrichello teve problemas no câmbio e acabou abandonando a prova. Com isso, Jenson Button abriu 26 pontos para Barrichello na classificação.


Classificação do Mundial de Pilotos:
1 Jenson Button (Brawn-Mercedes) - 61
2 Rubens Barrichello (Brawn-Mercedes) - 35
3 Sebastian Vettel (RBR-Renault) - 29
4 Mark Webber (RBR-Renault) - 27,5



OPINIÃO:
Na minha opinião acabou a disputa da Fórmula 1. Com seis vitórias em sete corridas, não vejo como o inglês perder esse título. Os carros mais tradicionais não vão se recuperar, isso está provado. Ferrari e McLaren estão patinando. A equipe mais próxima da Brawn é a Red Bull, mas não vejo como uma ameaça. O vice-líder, Ruben Barrichello, que possui um equipamento semelhante, não pressiona e ainda abandonou a prova de hoje. Na próxima etapa o circo sobre rodas vai para a Inglaterra, casa do líder Button e da equipe Brawn GP. Alguém tem dúvida do resultado? Com tudo isso, eu declaro o inglês Jenson Button como o campeão da temporada 2009.

2 comentários:

Victor Valente disse...

Concordo e penso igual. Comecei o ano enpolgado com a temporada mas hoja já vi a corrida me sem saco. Não da para acreditar que o Rubinho vai fazer alguma coisa, esse ai já segurou o vice dele, ta bom já.

Rodrigo disse...

Está mais do que comprovado a total incompetência e ineficiência da Ferrari sem dinheiro. Apesar de no ano retrasado (2007) Kimi Raikkonen ter sido campeão pela equipe, já com orçamento limitado e tecnologia controlada pela FIA; desde que a instituição máxima do automobilismo mundial proibiu certas tecnologias e tentou padronizar os carros (de certa forma), Fernando Alonso foi bicampeão com a Renault (2005 e 2006)e em 2007 a MacLaren de Lewis Hamilton quase chegou lá, como fez ano passado. Esse ano, como efeito da crise financeira mundial o "circo" não pôde pegar fogo. Equipes tiveram de abandonar o circuito e novas apareceram, como a Brawn GP, dizendo a que vieram. Para 2010, o panorama não deve mudar muito. Porém, essa é a hora dos pilotos. É a hora de provar quem tem NOS na veia!

Rodrigo Dias